#AcordaBrasil

O Brasil acordou. Saiu as ruas. Se manifestou. Reclamou. Se indignou.
Estava na hora, acordou de um coma profundo. Os 20 centavos foram a ponta do iceberg. O problema mais embaixo é o descolamento do governo e o povo. Os políticos só se preocupam do seu próprio interesse e vão deixando de lado o motivo pelo qual estão lá em Brasilia. Só interesses particulares e empresariais tem importância. Cada vez há mais corrupção, e descarada, antes pelo menos tinham um pouco de vergonha na cada e tentavam esconder. Agora, os interesses na mudança das leis é pra controlar a imprensa, proteger os políticos e evitar investigações.

Respondendo as manifestações legítimas do povo, a presidente Dilma propôs 5 iniciativas: 1. Responsabilidade Fiscal (gastar menos); 2. Reforma Política e combate a corrupção; 3. Melhoria da saúde (ela mencionou contratar médicos estrangeiros); 4. Transporte Público de Qualidade e 5.Melhoria na educação (ficou no último ponto, deveria ser o primeiro). E para isso propôs um Plebiscito para convocar uma constituinte e mudar a Constituição pra fazer a reforma política (eles tem interesse em financiamento público das campanhas e voto por listas).


O que o governo vem fazendo é exatamente o contrario do que as pessoas querem. Veremos cada ponto: 1. Responsabilidade Fiscal (o governo vem tentando afrouxar a Lei de Responsabilidade Fiscal e principalmente Governadores e Prefeitos estão tentando acabar com ela. O Governo vem gastando mais do que pode, fazendo com que as taxas de juros não possam baixar já que ele precisa de financiamento. A proteção de classes dos funcionários públicos é cada vez mais forte; 2. Reforma Política e combate a corrupção: a Constituição com certeza pode ser melhorada, mas não precisa convocar um plebiscito nem uma constituinte pra eliminar alguns dos 39 Ministérios que o governo tem. Tentar barrar a investigação de Órgãos Públicos pelo Ministério Público (iam aprovar nesses dias e ontem votaram em massa em contra graças as manifestações) e controlar a imprensa é exatamente ir em contra da ideia. Tentar aprovar uma reforma política pra eleger listas de deputados e ter financiamento público das campanhas é piorar o sistema; 3. Melhoria da saúde: e para isso propôs a contratação de médicos estrangeiros, mas todo mundo sabe que mesmo nos grandes centros urbanos (onde mora a maioria da população brasileira) o que faltam são recursos para materiais, hospitais, cirurgias, etc. Não é só médico que está faltando. E casos de corrupção com o SUS são inúmeros, quando foi a última vez que o governo desmontou algum?; 4. Transporte Público de qualidade: o governo vem baixando taxas de impostos pra produção de carros, do custo da gasolina, e sempre interessado só em rodovias. E quando se fala em transporte publico de massas, inventam um trem bala entre Rio e São Paulo. Mas nada de melhorias no Metrô e Ônibus, corredores especiais, melhoria dos pontos, terminais, etc, onde estão? A CIDE (criada já no final do Governo FHC) vem sendo cortada sistematicamente desde sua criação. A ideia do imposto sobre a gasolina e derivados do petróleo pra ser usada na melhoria da infraestrutura dos transportes vem sendo boicotada. E o que querem agora os Prefeitos? Mais subsídios e cortes de impostos para as empresas de Transporte Coletivo (essas mesmas que financiaram as campanhas deles e vem abusando no custo das passagens); e por último o ponto 5. Educação: que eu saiba (e eu aprendi assim), a melhor educação é dada pelo exemplo. O exemplo que os políticos vem dando nos últimos anos (principalmente agora que a informação circula com maior facilidade) é péssimo, só vemos roubalheira. Tivesse investido mais em Educação e gastasse menos em estádios. Posso continuar dando dezenas de exemplos das coisas que eles vem fazendo errado, contrário ao que vem propondo ou do que quer a maioria da população.


Finalmente o povo se indignou. Espero que seja sustentável no tempo, que fique indignado até o rumbo mudar realmente, até eles entenderem que vão ter que se preocupar principalmente pelo país, e não pelos próprios interesses (pelo menos vão ter que esconder mais os próprios interesses). O presidente da Câmara dos Senadores, numa tentativa desesperada está querendo usar o dinheiro do pré-sal (fórmula mágica inventada no governo anterior pra solucionar todos os problemas do país) pra ter passagens do transporte público gratuitas ou muito subsidiadas. O que ele não entendeu é que o povo está pedindo a cabeça dele, há muito tempo.

Comentarios

Entradas más populares de este blog

Y después de simular el cerebro?

Where are we going?

Internet para todos

Brazo Biónico